Confira como armazenar cimento de forma simples e prática

10/05/2018  

É muito importante saber como armazenar cimento com segurança para garantir que o material não seja descartado e cause prejuízos para a obra, já que existem vários perigos na estocagem incorreta.

É importante notar se as sacarias estão paradas por muitos dias no almoxarifado sem ninguém perceber, se a embalagem se rompeu, se o produto endureceu por pressão ou por contato com a umidade.

Quer saber como armazenar cimento sem erros? É nesse artigo que você vai descobrir. Continue lendo para saber mais!

 

O papel da embalagem

 

A embalagem de papel kraft é necessária por oferecer resistência às altas temperaturas, já que o cimento é embalado ainda quente. Imagem: Jair da Mendes Gomes.

 

O cimento vem embalado em sacos feitos de papel kraft, que possuem grande resistência às altas temperaturas em que o cimento é colocado dentro deles. A finalidade de se usar o papel nas embalagens é impedir que esse calor queime ou derreta a sacaria. É por isso que o plástico não pode ser utilizado.

Porém, esse tipo de papel não é impermeável, podendo umidade passar por ele e contaminar o cimento, formando pedras ou até mesmo endurecer ainda dentro do saco. Além disso, o papel kraft possui micro furos que permite a saída do calor, do vapor e do ar incorporado durante o ensacamento, o que também facilita a entrada de água. E a água é a maior inimiga do cimento ensacado. Você deve proteger os sacos ao máximo para impedir esse contato.

 

Como armazenar cimento de forma adequada?

 

Agora que você já entendeu mais sobre o papel da embalagem, está na hora de saber como armazenar cimento sem riscos de contato com a umidade.

 

Cuidado com a água

 

Primeiro, você precisa escolher o melhor lugar para o estoque. É claro que ele deve estar em uma área coberta e sem goteiras, lembrando que a água é a maior inimiga do cimento ensacado.

Além disso, você precisa estudar o ambiente para ter certeza de que não há fontes de água próximas e encanamentos nos arredores, pois a água não vem só da chuva ou de respingos e acidentes com torneiras e mangueiras. Uma tubulação que se rompe, o que não é raro em uma obra, pode causar grandes prejuízos se ninguém notar o vazamento a tempo.

Aliás, pequenos vazamentos que ninguém vê podem, em questão de uma noite, molhar grande parte do seu estoque e endurecer uma enorme quantidade de sacos. Então, como armazenar cimento?

  • Em local fechado e coberto, porém ventilado;
  • Longe de tubulações, mangueiras e torneiras;
  • Em tablados ou pallets com no mínimo 30cm de altura e com 60cm de distância da parede;
  • Pulverizando cal sob os tablados ou pallets, para absorção de umidade.

 

Cuidado com as pilhas

 

A ABCP – Associação Brasileira de Cimento Portland – define uma altura máxima de dez sacos para a estocagem, principalmente por conta do peso de um saco sobre outro: quando a altura começa a ficar grande demais, o cimento que está por baixo vai ficando cada vez mais comprimido e pode até parecer que já endureceu. Se isso acontecer, é preciso afofar o saco antes de abri-lo para o uso para que ele não rasgue e desperdice o cimento de dentro dele. Nesse caso, como armazenar cimento?

  • Faça pilhas pequenas;
  • Não coloque peso sobre as pilhas.

Fique atento ao tamanho das pilhas de cimento para não compactar demais os sacos que estão embaixo. Imagem: Invest.lk.

 

Cuidado com as variações de temperatura

 

Lembra que falamos que o cimento é embalado quente? Muitas vezes ele passa por um processo tão rápido de embalagem e despacho para a obra que chega ao depósito ainda quente dentro do saco, em temperaturas que podem chegar aos 60 graus. Portanto, tenha muito cuidado no processo de descarga manual para que os funcionários não sofram queimaduras.

Mas e aí, como armazenar cimento quente? Bom, primeiro de tudo é fundamental que você guarde esse cimento até ele esfriar e não o utilize use quente de forma nenhuma! Para estocar, o ideal é deixar os sacos no chão, sem formar as pilhas, possibilitando que o ar circule até que ele esfrie. Se você já começar a empilhar e não der um espaço para esse cimento respirar, ele pode começar a formar grumos e ficar cheio de pedras.

E como armazenar cimento quente se não há espaço? Não tem problema: coloque as pilhas não coladas uma na outra, mas com um espaço de 60cm entre elas. Assim, o ar consegue circular e resfriar o cimento quente. Então é importante que você:

  • Deixe os sacos respirarem antes de formar as pilhas;
  • Faça pilhas distantes uma das outras.

Se calor demais é prejudicial para o cimento, com o frio não é diferente. Em regiões muito frias e com invernos rigorosos, armazenar o cimento em um ambiente com temperatura menor do que 12 graus faz com que o seu tempo de pega fique maior, o que resulta em um trabalho mais lento na hora de fazer a massa.

Para evitar quedas de temperatura, o melhor é estocar o cimento em um local que não esteja completamente vazio e que possua um bom isolamento térmico. Barracões de madeira, por exemplo, podem ficar bem frios, então tome cuidado!

Esses cuidados são fundamentais para que você mantenha a integridade dos seus sacos de cimento Holcim. Ainda ficou com alguma dúvida? Utilize o espaço dos comentários para enviar a sua pergunta.